Caxias do Sul - 2018


De 17 à 25 de Março em Caxias do Sul - RS // ACESSO LIVRE

O Festival Brasileiro de Música de Rua em seu ano 7 coloca a Serra Gaúcha no mapa da Música do Brasil. De 17 à 25 de março, as ruas de Caxias do Sul-RS abrem passagem para a música latino-americana com artistas do Norte e Nordeste, integrados à artistas do RS e grupos do Chile, México e Uruguai.

Esta edição está dividida em 2 etapas: 

17 à 22 de março - Festival Brasileiro de Música de Rua nas ruas de Caxias do Sul.



Num total de 09 dias, comunidades, escolas públicas, entidades, ruas, praças e parques, receberão pequenos shows, palestras e exibições de documentários, com o intuito de formação de plateia. Já nos dias 24 e 25 de março, o Festival Brasileiro de Música de Rua instala o palco Fonograma, com shows ao ar livre na Universidade de Caxias do Sul.

GEORREFERENCIAMENTO
Com a proposta de apresentar um georreferenciamento da Música Brasileira Contemporânea, o FEST RUA aproxima – por exemplo - os consagrados OTTO (pernambucano da cena mangue beat) e Vitor Ramil (cantautor gaúcho) com os grupos caxienses selecionados pelo edital Natura Musica 2017 Catavento e Yangos (nominado ao Grammy 2017).

MULHERES DE MÃOS DADAS
A força das mulheres estará vivamente representada pelas cantautoras Melaní Luraschi (Uruguai), Laura Múrcia (México) e pela revelação caxiense Vic Limberger, que preparam, inclusive, apresentações conjuntas. 

ANTENA
Aproximando extremos geográficos e musicais do Brasil, o FEST RUA funciona como uma antena captadora da novíssima música brasileira, apresentando, por exemplo, o paraense Lucas Estrela (guitarrada com toques de tecnobrega), e o grupo paraibano de pífanos Avuô. Outro papel do festival é amplificar os artistas do RS, como a banda caxiense Cuscobayo, que em mais de 200 shows já tem um público fiel, e o músico Hique Gomes (ex Tangos e Tragédias), com seu show Fantasioso e Hiperbólico. De Porto Alegre, o pianista João Maldonado (ex TNT) leva o piano elétrico às ruas de Caxias do Sul. 


A CENA DA MÚSICA DA SERRA GAÚCHA
A cena da música da Serra Gaúcha é muito mais do que a cidade de Caxias e estará representada  pela psicodelia do grupo Salve Jurema (São Marcos), pelo folk do Velho de Guerra (Flores da Cunha) e pelo acordeom jazzista de Uiliam Michelon (Vacaria).
Apontando as boas novas da música da Cena da Serra Gaúcha, as milongas contemporâneas da estreante Araucana, e o grupo de rock progressivo e instrumental Magabarat.  
O RAP do mestre Chiquinho Divilas se aproxima das comunidades nos dias 17 e 18 e estabelece diálogos com as escolas através de palestras sobre a cultura Hip Hop.
A pesquisa de música de raiz brasileira estará representada pelos grupos Choro de Balcão e Maracatu Baque dos Bugres
De olho no futuro da música traz o canto coral pelo Coro Juvenil Moinho UCS, sob a batuta da maestrina Cris Ferronato, e a Banda Marcial do Colégio Cristóvão de Mendonza, com o maestro Antônio Filho, resgata a tradição das bandas marciais. A música infantil é contemplada com estreia do projeto Táca-lhe Clown, do chileno Cristian Beltran, em entidades assistenciais.



Produtores, patrocinadores, gestores de cultura e artistas se encontram para discutir a profissão, através das palestras e debates da Incubadora da Música. Para isto, terá como convidado o ex-diretor do Centro Cultural São Paulo e produtor musical Pena Schmit, que carrega em seu currículo trabalhos como Mutantes, Titãs, Hollywood Rock, Free Jazz Festival e o primeiro Rock In Rio. 
Os encontros acontecem no Centro de Cultura Ordovás (sexta à noite) e na UCS (sábado pela manhã), em Caxias do Sul. 


ARTISTAS CONVIDADOS
OTTO (PE)
VITOR RAMIL (RS) 
HIQUE GOMEZ (RS)
LUCAS ESTRELA (PA)
AVUÔ (PB)
YANGOS (RS)
CATAVAVENTO (RS)
MELANÍ LURASCHI
LAURA MURCIA (México)
TÁCA LHE CLOWN / Cristian Beltrán (CHILE)
CUSCOBAYO (RS) 
ARAUCANA (RS) 
MAGABARAT (RS) 
VIC LIMBERGUER (RS)
SALVE JUREMA (RS)
VELHO DE GUERRA (RS) 
UILLIAM MICHELON (RS)
JOÃO MALDONADO (RS)
CHIQUINHO DIVILAS, Me. (RS) 
CHOROS DE BALCÃO (RS) 
CORO JUVENIL MOINHO UCS (RS) 
MARACATU BAQUE DOS BUGRES (RS)
BANDA MARCIAL e ESSEMBLE DE METAIS E PERCUSSÃO DA BANDA MARCIAL DO CRISTÓVÃO DE MENDOZA 

FESTIVAL BRASILEIRO DE MÚSICA DE RUA – 17 a 25 de março/2018

Patrocínio: Natura Musical
Colaboração: Universidade de Caxias do Sul
Apoio cultural: Metadados, Focco Sistemas de Gestão e Empresas Randon
Parceiros: Pisani Plásticos SA, 12º BPM, Noise Produtora de Áudio, Copihel, Fox Viagens e Turismo, Projeto Gema, Ilomate, Personal Smart Hotel, Ibermúsicas, Ministério de Educación y Cultura de Uruguay e Secretaría de Cultura de México.
Financiamento: Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, Pró-Cultura RS LIC-RS - Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
Realização: De Guerrilha Prod. e Santo Dai Prod.
Co-realização: Fecomércio RS - Sesc









Confira aqui como foi a edição de 2017, no Festival da Estação 



Mais de 200 músicos do Brasil, Chile, Uruguay, Argentina, Senegal e Gana.
Palestras e Debates sobre “Viver de Música”
Jam Session de Integração
Acessibilidade
Feirinha criativa
Diversidade da Música // Música autoral, música de raiz e música erudita
Mais de 200 matérias entre jornais, blogs, redes sociais, rádios e TV
10 mil pessoas // Acesso Livre